1271 dias com ele...




Um ano depois e não, não te esqueci.


Um ano depois e sim, penso em você todos os dias... Ainda.

Um ano depois e de todos os sentimentos que tive e que foram e voltaram e me implodiram e reconstruíram e marcaram... De todos esses sentimentos, alguns, permanecem. O maior deles? “Inconformismo”. Eu ainda olho pra nós e não me conformo. A gente não podia ter se perdido.

Um ano depois e tudo que formava o “nós dois” vai se transformando em “eu”.  A muito custo, porque parte de mim ainda luta pra manter alguma coisa desse sentimento, tão grande e forte, vivo.

Um ano depois e muitos processos ainda estão em andamento. Já consigo falar de coisas que vivi contigo sem, contudo, te citar. Consigo lembrar nós dois sem morrer.


Um ano depois e ainda não sei o que pensar sobre o amor. Ainda estou com medo. Não sei como isso tudo me modificou nessa área. Embora eu desconfie que você tenha sido meu último amor inocente. Foi pra você que, pela última vez, eu me entreguei sem olhar pra trás e nem pra frente. Sem armaduras. Porque eu confiava plenamente em nós dois, a minha certeza era redundantemente absoluta. Apesar de todos os “se”, eu sabia que a gente ia “ficar juntos no final”.

Um ano depois e sei que não tem ”final”.

Um ano depois e sei que o amor é necessário, mas não é suficiente.

Um ano depois e já consigo olhar uma foto sua.

Um ano depois e olho pra todos os lugares dessa cidade que testemunharam nossos beijos e entendo que foram testemunhas de um encontro raro.

Um ano depois... Dos 1271 dias que se contam do nosso primeiro beijo à fatídica notícia que nos apartaria, eu sei que a maior parte desses dias foi de felicidade imensa.

Um ano depois e apesar de tanta dor eu posso me dizer do amor que tive, que não foi imortal... Mas foi infinito.

Um ano depois e...


Não quero mais brincar de esquecer

Meu coração ficou exausto
Cansou de tanto relevar
Tuas promessas não cumpridas
Palavras esquecidas

Não quero mais brincar de esperar

Meus sonhos todos despertaram
Cansaram de aguardar você
Em minhas noites mal dormidas
De ilusões fingidas

Tchau

Me deixa, eu to legal
Vai ser bem melhor assim
Eu mesmo cuidando de mim
Eu mesmo me amando, só
Eu quero ficar melhor
Eu quero te dizer
Tchau
Me deixa, eu to legal
Vai ser bem melhor assim
Eu mesmo cuidando de mim
Eu mesmo me amando, só
Eu quero ficar melhor
Por isso eu te digo
Tchau... tchau

Não quero mais brincar de esquecer

Meu coração ficou exausto
Cansou de tanto relevar
Tuas promessas não cumpridas
Palavras esquecidas

Não quero mais brincar de esperar

Meus sonhos todos despertaram
Cansaram de aguardar você
Em minhas noites mal dormidas
De ilusões fingidas

Tchau

Me deixa, eu to legal
Vai ser bem melhor assim
Eu mesmo cuidando de mim
Eu mesmo me amando, só
Eu quero ficar melhor
Eu quero te dizer
Tchau
Me deixa, eu to legal
Vai ser bem melhor assim
Eu mesmo cuidando de mim
Eu mesmo me amando, só
Eu quero ficar melhor

Eu quero te dizer

Tchau
Me deixa, eu to legal
Vai ser bem melhor assim
Eu mesmo cuidando de mim
Eu mesmo me amando, só
Eu quero ficar melhor

Eu quero te dizer

Tchau
Me deixa, eu to legal
Vai ser bem melhor assim
Eu mesmo cuidando de mim
Eu mesmo me amando, só
Eu quero ficar melhor

Por isso eu te digo

Tchau
Por isso eu te digo
Tchau
Te digo tchau
Tchau.


posted under | 0 Comments
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments