Como Adolescentes...

Tudo começa com uma brincadeira,
Daquelas "sem eira nem beira".
As mensagens, as palavras ambíguas, as indiretas...
Pensou ela:"ele quer me pegar, uma coisa é certa!"

Mas tudo aquilo era proibido...
Ficarem juntos era um perigo.
Mas seus corpos falavam mais alto,
Pegava fogo quando se tocavam.
Mesmo com um simples gesto...
Ou quando ficavam perto.

E assim continuava...
Nas idas e vindas do dia a dia...
Disfarçar não mais cabia.

E alguém perdeu uma aposta,
E assim realizava um desejo.
Onde?Que horas?Só queriam um pretesto.
Na frente da padaria, às 19h.

"Meu Deus...Nós não podemos..." Pensava ela.
O coração acelerado...

No encontro: "para onde estamos indo?" Pensava ela.
Conversas casuais no caminho...
Sua mãe não tava em casa...
Só os cachorros a latir...
Mordidas aqui, massagem ali...
E o beijo aconteceu...
Nooossaaaa...Quanto tempo puderam resisir...
Do mundo queriam fugir...

"toc toc toc"...Ouviram passos na escada.
"É sua mãe! E agora?"
Se arruma rápido..Sai pela outra porta...
Se esconde no outro andar...Aguarda o sinal:
E assim disfarçadamente ele sai...Leva os cachorros para dar uma volta.

Finalmente a noite acabou..
Para casa ele a levou...
Na rua dois "bons amigos"...
No escuro e nos becos, amassos escondidos...

Sem Mais no Momento

posted under |
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments