Coisas que eu sei...


Pra dizer que eu descobri uma coisa... Uma coisa que eu já tinha ouvido mil vezes... E que até imaginava ser triste, mas não sabia o quanto... É assim:
“Estar sozinho é quando no meio de um milhão de pessoas sentir falta de apenas uma”
É muito punk isso... Ainda mais porque você não tinha viajado... Você não queria me ver...


E então eu senti um silêncio interior horrível... Quando eu olhava dentro de mim eu via um silêncio pesado... Desses que querer estourar os tímpanos... Como uma pressão de alguma coisa que vai fazer muito barulho e não consegue...
E como criança eu fugia como se fosse um pesadelo... Desses recorrentes... E como se fosse um sonho mal eu não podia contar pra ninguém, pra não se realizar...
Mas eu sabia que estava sozinha... E me dava uma vontade de fugir... Mas mesmo ao me imaginar na Conchinchina eu sentia o mesmo silêncio e pensava: Ela não vai me escrever.

A Conchinchina não resolveria ...

Ainda bem que você voltou...


Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudade... Mas não estará só!"
Amyr Klink

posted under |

2 comentários:

O Trovador disse...

Como diriam os cantores:

"A saudade é um prego
Coração é um martelo
Fere o peito e dói na alma
E vai virando um flagelo"



Beijos!

Chay Fernandes disse...

A única certeza que o amor nos dá é a de que sempre estará ali, mesmo quando ninguém mais acredita que esteja.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments