“ Os corpos se entendem, as almas não”

Sexo.


O cheiro de sexo. O cheiro do meu sexo.
Sinto esse cheiro e só você aparece na minha cabeça. Quando imagino sexo, quando faço sexo, quando vivo sexo... 
Está relacionado a você e sempre vai estar.

As experiências anteriores e as posteriores estão impregnadas, agora, de você. Pelo meu desejo de te dizer como foram as antigas e as novas.
Sou muito sexual. Isso quer dizer que consigo ver sexo em quase tudo. 

Não, nem sou pervertida, mas as experiências sexuais que tive me mostraram que se faz sexo com os olhos, com as mãos, com os cabelos, com as palavras (muito com as palavras), com perfumes, com comida... Prazer.

Pensar que tudo é e pode ser mais amplo do que isso que conhecemos... Que podemos existir vibrantes. E que tudo é amor. Paixão. Desejo. Carne. Suor... Seu suor escorrendo pelo meu corpo é a saudade que a memória da minha pele mais sente.

posted under |

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments