Nos degraus da cidade...




Nos degraus da cidade...
Suor, gemidos, o sol no começo da manhã, queimando nossa pele, meus cabelos, sua barba.
Ah, a sua barba roçando no meu rosto, pescoço, nuca, seios...
Um corpo frágil, um abraço com vontade, beijos doces, delicados, leves, quentes com “A” barba roçando no meu rosto. Essa barba que foi o motivo de eu ter te olhado.
Os degraus estavam frios, mas o que isso importa, se por dentro estávamos quentes, como o sol de meio-dia.
E o medo de sermos pegos por algum estranho, e a sensação de alguém nos olhando e ficou ali, também se satisfazendo com o nosso prazer.
A delícia do inesperado e da entrega.
Azulejos azuis, amarelos e brancos foram o cenário perfeito pra que eu chegasse a um dos meus gozos mais intensos e completos.
Mais um beijo, mais sol e a sua barba que continuou roçando no meu pescoço...

posted under |

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments