Eu gosto de pessoas

Eu gosto muito de bobagens... Futilidades... Filmes água com açúcar da pior qualidade... Músicas melosas... Best-sellers (exceto os de auto-ajuda, pra falar bem a verdade os de auto-ajuda que ficam na estante de auto-ajuda, porque já li uns livros que são auto-ajuda disfarçada... COMER REZAR AMAR, MELANCIA, e até os DELÍRIOS DE CONSUMO DE BECKY BLOOM... Bem... se você lê-los pode não achar auto-ajuda, eu que me identifiquei com as personagens)...

O que eu tava dizendo? Ahh... Gosto de gatos, não de todos os felinos mesmo os abandonados na rua, gosto do Gato lá de casa...

Com cachorro é a mesma coisa.

Odeio pássaros, digo, tenho fobia... Só de imaginar tocar em penas que respiram... Cruzes!!!

Não sou amante da natureza...

Não contemplo as estrelas...

Não sou apaixona por mar ou cachoeira...

Praia ou campo? Sei lá... Depende... Quem vai?

Eu gosto mesmo é das pessoas...

E como sou muito influenciável, acabo sendo um pouco do outro, muito mais claramente do que, digamos, a maioria...

Não que eu pegue o jeito de falar (e eu pego muitas coisas de muitas pessoas), mas é que acabo gostando das coisas que essas pessoas me mostram, quando elas o fazem com entusiasmo...

Quando eu era ainda mais jovem do que sou agora...


Uns 8 anos atrás...


Comecei a gostar do Chico Buarque...

Meu irmão me disse que eu só gostava porque meus novos amigos gostavam e eu tava só imitando...

Desabafando isso com a amiga ChicoBuarquiana em questão ela me disse: “ Nada disso, você tinha a letra de João e Maria no seu caderno, antes de saber que era do Chico!!!”

EITA!!! É mesmo!!!

Sem falar que quando a amiga declamou Retrato em branco e preto pra mim, na beira mar de Olinda...

Pô, eu quase chorei... Ainda que jovem demais pra saber do que a música estava falando, mas muito triste pela “sensação de que já vou tarde”...

De Chico pra cá já foram muitas coisas...

Muitos filmes...

Músicas...

Cheiros...

Comidas...

Bebidas...

Eu agora tenho sushi entre minhas comidas preferias, e tenho vinho como uma das bebidas (ainda gosto muito de cerveja, droga)...

Me alegro quando vejo que algumas coisas eu trouxe também... E que essa troca tem sido muito rica...

Adoro ter amigos de longa data...

Gosto quando as pessoas dizem que me conhecem, mesmo quando dizem coisas com as quais não concordo (hehehehe)...

Gosto porque isso significa que estão prestando atenção em mim... E adoro dizer: “ Fulano, não vai fazer isso ... Eu conheço ele!”

posted under |

2 comentários:

Chay Fernandes disse...

Todo mundo é influenciável, mas nem todos são seletivos... e isso é o que difere os inteligentes da gado.

Quanto aos amigos de longas datas, eles nos ensinam a confiar, nos dão segurança... conhecimento mútuo uns dos outros, para sabermos quem somos de verdade.

Aquela Que Escreve disse...

Só amigos de longa data nos fazem perceber que estamos num seriado de tv com intermináveis temporadas. Viva os amigos, nossas partes mais doces.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments