Pequena Trilha Sonora








♪ Esmalte vermelho
Tinta no cabelo
Os pés no salto alto
Cheios de desejo
Vontade de dançar
Até o amanhecer
Ela está suada
Pronta prá se derreter...

Sempre tive esse grande defeito: não gosto de deixar as oportunidades passarem. Nenhuma. Às vezes, louca, quero vivê-las ao mesmo tempo. E como poderia deixar passar essa carne branca e macia se esfregando no meu corpo... esse cheiro de flor... esse cabelo vermelho e longo grudando no suor do meu corpo como se fosse várias mão me segurando enquanto ela sugava o doce que emanava dentre as minhas pernas.

♪ Ser feliz é tudo que se quer
Ah! Esse maldito fecheclair
De repente
A gente rasga a roupa
E uma febre muito louca
Faz o corpo arrepiar...

A paixão inebriante tira-nos do foco... mas, meu instinto gritava cruamente: “não existe lanche de graça”. Tanto tesão por mim, pela vida, pela arte... tanta aquiescência... algo se esconde de funesto nessa alma. Algo na minha alma não consegue aceitar a gratuita felicidade.

♪ Mas eu não sei se quero ou se não quero
esse insensato amor
que eu desconheço
e que nem sei se é falso ou se é sincero
que me despe e me vira pelo avesso

Com o tempo veio a intimidade... com esta a super-exposição a realidade...

O descomprometimento, a minha doação.

O desejo por liberdade, a minha possessão.

A leviandade, o meu cinismo.

O egocentrismo, a minha solidão.

♪ São tantas coisinhas miúdas,
Roendo, comendo
Arrasando aos poucos o nosso ideal
São frases perdidas num mundo
De gritos e gestos
Num jogo de culpa, que faz tanto mal

Uma nova conversa, uma nova tentativa. Afinal, ainda é o mesmo cheiro, o mesmo gosto, a mesma pele, a mesma química... a iminência da perda, que torna toda necessidade mais ávida... ainda existem brasas.

♪ A paz é feita num motel de alma lavada e passada
Pra descobrir logo depois que não serviu pra nada
Nos dias de carnaval aumentam os desenganos
Você vai pra Parati e eu pro Cacique de Ramos

E agora que cada uma já usurpou o que a outra tinha de melhor (sonhos, ambições, fantasias, critérios, audácia, bom senso...), correm para se antecipar ao final. As duas perdem, mas ao primeiro não é imputada a capa dignidade.

♪ A gente se engana, nem sei por que
Até diz que se ama
Mas depois que sai da cama
Já não tem mais nada a ver

Eu sei que é duro ouvir isso de mim
Mas, olha, eu te juro
Não podia imaginar
Que tudo terminasse assim


Roteiro musical:

Barão Vermelho – Puro Êxtase

Kleiton de Kleidir – Paixão

Simone – Medo de amar n. 2

Maria Bethania – Grito de Alerta

Leila Pinheiro – Cata-vento Girassol

Renato Terra – Coisa de Momento

Flor

posted under |

2 comentários:

JuDolores disse...

Ave Maria Cheia de Graça!

Talita disse...

quantos pecadores!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments