Em legítima defesa batucou assim na mesa...

Para Maria



Façamos um trato esta noite... não sejamos tão realistas.


Você geme e suspira, eu ouço


enquanto minha boca te explora como louco


flutuando em luas surrealistas.


Façamos um trato esta noite... efêmera é esta carne que nos lacra.


O tempo pára enquanto te despes.


O mundo desaba quando te vestes.


Ama-me antes que o pudor te rasgue como faca.






Façamos um trato esta noite... as lágrimas são cristais do coração.


Eu sinto o fel em teus lábios maculados.


Vejo o abismo de teus olhos mascarados


que se escondem atrás de tormentos vãos...


Façamos um trato esta noite... não adianta fugir da própria vida !


Ainda temes a flor pelos espinhos.


Ainda crês que terminaremos sozinhos.


E o amor é não mais que uma mentira.


Façamos um trato esta noite... prometo te convencer na quietude


que o amor ideal é ao desfolhar dos dias


a felicidade nublando nosso ódio


e ter consigo sempre esta virtude.




Juca


**************

Nossa... Isso faz tanto tempo!

Bem que já dizia o poeta:

Só há um tipo de amor que dura, o não correspondido. Woody Allen

E nesse caso nem é um amor não correspondido. Ele me amou... Ele me ama. Eu sei, eu quero acreditar.

Passou o tempo... os anos passaram... E ainda hoje quando eu releio: "Ama-me antes que o pudor te rasgue como faca." eu sinto o arrepio de antes.

Esse amor me fez crescer muito...Sim, um amor virtual. Não menos amor, não menos intenso, não menos engrandecedor... porque amor é amor. Não importa sua configuração.

posted under |

1 comentários:

Álesson Paiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

Followers


Recent Comments